Twitter

CUT MS > LISTAR NOTÍCIAS > OCUPAÇÃO EM SÃO BERNARDO CRESCE E MTST QUER INTERMEDIAÇÃO DA PREFEITURA

Ocupação em São Bernardo cresce e MTST quer intermediação da prefeitura

13/09/2017

Guarda Civil Metropolitana segue dificultando a entrada de alimentos

Escrito por: Rede Brasil Atual

Dez dias após o início da ocupaçãoPovo Sem Medo de São Bernardo do Campo, promovida pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), a ação “cresceu bastante”, segundo o coordenador do movimento Josué Rocha. Agora, são cerca de seis mil famílias reunidas numa área de 60 mil metros quadrados que nunca foi utilizada. Segundo Josué Rocha, a cidade de São Bernardo tem o maior déficit habitacional do ABC, na região metropolitana de São Paulo.

“Seguimos enfrentando muita pressão da Guarda Civil Metropolitana (GCM), que segue dificultando a entrada de água e alimentos na ocupação”, afirma o coordenador do MTST. A empresa proprietária do terreno, MZM Incorporação, já entrou com pedido de reintegração de posse, que chegou às mãos dos líderes do movimento na última quarta-feira (6). O movimento, entretanto, está questionando o pedido na Justiça e, até o momento, não há nenhuma data prevista para qualquer ação de reintegração.

Com o objetivo de solicitar à prefeitura que atue como intermediadora entre o movimento e a empresa dona do terreno, para que ao menos parte da área seja destinada à moradia, o MTST fará amanhã, a partir das 14h, uma passeata até a sede do Executivo municipal. “No momento seguimos sendo tratados como caso de polícia e não como uma questão de moradia. Queremos mostrar que a reivindicação é legítima, são pessoas que precisam de moradia”, explica Josué Rocha.

Segundo ele, parte do déficit habitacional de São Bernardo do Campo deve-se à localização da cidade, próxima ao Parque Estadual da Serra do Mar. “Tem poucos terrenos disponíveis, porque a maior parte da cidade está em área de mananciais, o que impede construções. Então, um dos maiores terrenos da cidade está sem uso, apenas esperando valorização para uma utilização futura que, com certeza, não será para moradias populares”, disse à RBA.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
INSTITUCIONAL
SECRETARIAS
ESTRUTURA

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO MATO GROSSO DO SUL
Travessa Coronel Edgarde Gomes, 49 | São Tomé | CEP 79002-339 | Campo Grande | MS
Fone: (55 67) 3325.9406 / 3325.8378 | www.cut-ms.org.br | e-mail: cutms.ms@hotmail.com