Twitter

CUT MS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > PRÉ-SAL BRASILEIRO ESTÁ MAIS UMA VEZ AMEAÇADO DE SAQUE

Pré-sal brasileiro está mais uma vez ameaçado de saque

19/06/2018

Substitutivo ao Projeto de Lei 8939/17, pode ser votado nesta terça-feira (19), prevê a entrega de R$ 500 bilhões a petroleiras internacionais e pode trazer prejuízos imensuráveis ao povo brasileiro

Escrito por: Luciana Waclawovsky, especial para Portal CUT

No mesmo dia em que os petroleiros param refinarias em mais um Dia Nacional de Luta para denunciar a venda da Petrobras, o engenheiro Paulo César Lima, especialista em Minas e Energia, utilizou as redes sociais para alertar à sociedade que, mais uma vez, o Brasil está prestes a ser roubado por parlamentares que querem, de qualquer maneira, vender o petróleo brasileiro para o mercado internacional.

Em vídeo divulgado nesta segunda-feira (18), o engenheiro afirma que está circulando no Congresso Nacional um substitutivo ao Projeto de Lei 8939/2017 – que permite a transferência parcial, a terceiros, de áreas contratadas no regime de cessão onerosa da Petrobrás – de autoria do deputado José Carlos Aleluia (DEM-BA), mais perverso ainda que o PL. Ele explicou que a gravidade e os valores embutidos nesse projeto podem gerar um prejuízo enorme para o povo brasileiro.

“Esse projeto só prevê o pagamento de um bônus, que não sabemos o valor, e uma alíquota de royalties de 10%. A maior participação governamental, no caso do Pré-sal, é a participação especial da divisão entre União, com 50%,  estados e municípios que abocanham os outros 50%”, pontuou. Você pode ver o vídeo no link abaixo. 

https://www.facebook.com/cutbrasil/videos/1425246967574783/

Segundo o especialista, o PL precisa ser discutido pela sociedade brasileira, passar pelas comissões da Câmara e ser avaliado antes de ser votado em plenário. É preciso conclamar o povo a impedir esse potencial saque ao país, disse Lima, completando que é fundamental uma mobilização popular para que as pessoas se manifestem sobre essa perda que, se acontecer, será irreparável aos cofres nacionais. Ele estima que o país perderá mais de R$ 500 bilhões caso esse PL seja aprovado.

Conforme a proposta de lei, o Brasil pode entregar 15 bilhões de barris do Pré-sal para petrolíferas estrangeiras, praticamente sem nenhum retorno financeiro.

“Boa parcela da participação especial desses recursos seriam destinados ao estado do Rio de Janeiro e seus municípios. Só a participação especial que o Rio pode perder com esse substitutivo, chega a R$ 80 bilhões. É um caso gravíssimo”, finalizou.

Dia Nacional de Lutas em defesa da Petrobras

Para denunciar a venda fracionada da Petrobras, os petroleiros pararam as refinarias em todo o país, nesta segunda-feira, com o objetivo de denunciar este crime contra a soberania nacional e contra a destruição da estatal mais importante do Brasil.

ROBERTO PARIZOTTI

Petrobras

Atraso na entrada do Terminal São Caetano - Petrobras 

No final de abril deste ano, a empresa colocou à venda dois grupos de ativos no refino, um no Nordeste com duas refinarias (RLAM e Abreu e Lima), 770 km de oleodutos, 5 terminais e outro no Sul, outras 2 refinarias (REFAP e REPAR), 736 km de oleodutos e 7 terminais. O prazo final para a seleção das empresas que se inscreveram como interessadas na compra das refinarias anunciadas pela Petrobrás termina hoje.

"Não temos necessidade de importar combustível. O governo Temer quer vender tudo, bancos, correios. Nossa greve, que vamos organizar, deve ser forte e com grande mobilização", afirma Roni Barbosa, petroleiro e secretário nacional de Comunicação da CUT nacional.

 

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
INSTITUCIONAL
SECRETARIAS
ESTRUTURA

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DO MATO GROSSO DO SUL
Travessa Coronel Edgarde Gomes, 49 | São Tomé | CEP 79002-339 | Campo Grande | MS
Fone: (55 67) 3325.9406 / 3325.8378 | www.cut-ms.org.br | e-mail: cutms.ms@hotmail.com